HISTÓRIA E CURIOSIDADES


É impossível imaginar uma viagem ao Rio de Janeiro sem uma visita ao Cristo Redentor. Localizado no alto do Morro do Corcovado, o monumento é a imagem brasileira mais conhecida no mundo. Todos os anos, mais de 600 mil pessoas são levadas ao Cristo Redentor pela centenária Estrada de Ferro do Corcovado, o passeio turístico mais antigo do país.

Mantive a primeira frase, veja a argumentação: Acredito que cabe, estamos falando de uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno e símbolo do RJ, se pedir que pessoas falem algo que remeta ao Rio, certamente três em cada cinco dirão Cristo Redentor... Os dados que seguem a frase provam isso.

Além de se deslumbrar ao ver pelas janelas do trem as paisagens mais bonitas da Cidade Maravilhosa, o passageiro faz um passeio através da história do Brasil. Inaugurado em 1884 pelo Imperador D. Pedro II, o Trem do Corcovado já levou papas, reis, príncipes, presidentes da república, artistas e cientistas em seus vagões.

É também um passeio ecológico. O trem atravessa a maior floresta urbana do mundo: o Parque Nacional da Tijuca, um pedaço da mata atlântica, considerado um exemplo de preservação da natureza.

E quem viaja pela Estrada de Ferro do Corcovado ajuda a manter a floresta: o trem é elétrico e, por isso, não polui; além disso, parte da arrecadação da bilheteria é destinada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) para a conservação da mata.
 

Estrada de Ferro do Corcovado

A Estrada de Ferro do Corcovado foi a primeira ferrovia eletrificada do Brasil. Inaugurada em 1884 por D. Pedro II, é mais antiga do que o próprio monumento do Cristo Redentor. Aliás, foi o trem que, durante quatro anos consecutivos, transportou as peças do monumento.

Na época o trem a vapor foi considerado um milagre da engenharia por percorrer 3.824 metros de linha férrea, em terreno totalmente íngreme. Mas, em 1910, os trens foram substituídos por máquinas elétricas e mais recentemente, em 1979, quando a Esfeco assumiu o controle da ferrovia, foram trazidos da suíça modelos mais modernos e seguros.

Cristo Redentor
 
O cartão postal carioca teve sua pedra fundamental lançada em 1922 e a inauguração em 12 de outubro de 1931. O Cristo Redentor, símbolo da Cidade do Rio de Janeiro, foi eleito como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno, em votação realizada pela internet e por mensagens de celular, organizada pela New Seven Wonders Foundation, da Suíça, entre 21 monumentos participantes de todo o planeta.
 
E a escolha foi merecida. Do alto de seus 38 metros - e dos 710 metros do Morro do Corcovado - o Cristo é a imagem da fé e da simpatia do povo carioca e completa, em 2013, 82 anos. Desde o ano de 2000, quando recebeu nova iluminação, o monumento e seus acessos vêm passando por um processo de revitalização. O ponto alto foi a inauguração do acesso mecanizado em 2002, com elevadores panorâmicos e escadas rolantes.

 

Floresta da Tijuca
 
Localizada no coração da cidade, a poucos minutos da maior parte dos bairros do Rio, está a maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem. O reflorestamento foi uma iniciativa pioneira em toda a América Latina, feito no século XIX, após anos de desmatamento intenso e plantio, principalmente de café. Com cerca de 3.200 hectares, tem a grande vantagem de mesclar centenas de espécies da fauna e da flora só encontradas na Mata Atlântica.

A Floresta da Tijuca possui recantos e atrativos históricos que merecem ser visitados, como: a Cascatinha, a Capela Mayrink, o Mirante Excelsior, o Barracão, a Gruta Paulo e Virgínia, o Lago das Fadas, a Vista Chinesa e o Açude da Solidão, pontos frequentados por famílias inteiras nos fins de semana. 

Rio de Janeiro, RJ:
Rua Cosme Velho, 513 - Cosme Velho - Rio de Janeiro/RJ